Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweet Haven by Me

Sweet Haven by Me

20
Jun18

Na minha estante #13

Sinopse

«A Amiga Genial é a história de um encontro entre duas crianças de um bairro popular nos arredores de Nápoles e da sua amizade adolescente. Elena conhece a sua amiga na primeira classe. Provêm ambas de famílias remediadas. O pai de Elena trabalha como porteiro na câmara municipal, o de Lila Cerullo é sapateiro. Lila é bravia, sagaz, corajosa nas palavras e nas ações. Tem resposta pronta para tudo e age com uma determinação que a pacata e estudiosa Elena inveja. Quando a desajeitada Lila se transforma numa adolescente que fascina os rapazes do bairro, Elena continua a procurar nela a sua inspiração. O percurso de ambas separa-se quando, ao contrário de Lila, Elena continua os estudos liceais e Lila tem de lutar por si e pela sua família no bairro onde vive. Mas a sua amizade prossegue. A Amiga Genial tem o andamento de uma grande narrativa popular, densa, veloz e desconcertante, ligeira e profunda, mostrando os conflitos familiares e amorosos numa sucessão de episódios que os leitores desejariam que nunca acabasse.» na Wook.

 IMG_20180620_101726_086.jpg

Opinião

Ouvi falar muito neste livro e estava com as expectativas altas... O livro não desiludiu em nada, é mesmo muito bom! Ao ler, regressei à minha infância, à minha melhor amiga, revi as brincadeiras e os ralhetes dos pais... Também voltei à adolescência e a todos os dramas ahahah É impossível não ficar empolgada com a história delas e é impossível não quer saber o que vem a seguir :-) 

Já lá tenho o segundo para ler mas como no livro ela fala tanto das Mulherzinhas vou ler esse primeiro e depois volto à história de Lenú e Lila.

 

Sigam-me no Goodreads :-)

19
Jun18

Um Ano Depois

Na sexta feira fez um ano que tivemos a conversa...

 

No Domingo fez um ano que saiu oficialmente de casa...

 

Ontem foi o dia em que finalmente mudou a morada do cartão do cidadão...

 

Foi um fim de semana de mais uma retrospetiva...

Separei-me...

Estive três meses e meio sozinha...

5 meses e meio a tentar ter uma conversa decente de reconciliação e ele sempre a dar com os pés e à adiar e a dar com os pés e dar esperanças...

3 meses a ser ele a querer a reconciliação...

Numa conversa em que finalmente conseguimos estar cara a cara (porque ele só gosta de falar por sms e eu estou farta disso), disse-lhe tudo o que ele me tinha feito sentir, antes da separação e durante o tempo que andou a "brincar" comigo (não me venham com coisas mas foram 5 meses e meio a brincar), não houve nada da parte dele, nenhuma reação. Disse-lhe que eu não me ia atirar de cabeça pois já não o conhecia. Disse-lhe se ele queria alguém aqui e agora, eu não era essa pessoa. Disse-lhe que se ele queria mesmo tentar, eu tinha de me apaixonar por ele, sentir as ditas borboletas... Esta conversa deve ter sido em Abril, mais coisa menos coisa... 

 

A única coisa que ele fez foi tentar estarmos os três pois sabe que com o Garoto nós não conseguimos ter conversas sérias... Sabe que a três corre sempre tudo bem... Quando estamos com mais pessoas não fala e mete um ar triste para terem pena... Enfim aquele jogo psicológico que tantas vezes me fez recuar, agora não tem efeito...

 

No início deste mês fiz uma viagem à minha terra natal... Não foi uma simples viagem para rever os meus familiares... Foi uma viagem que eu sabia que iria ser a última vez que viria a minha avó... Sabia que ia lá passar o fim de semana e da próxima vez que lá fosse era para o seu funeral...

Eu disse-lho... ele sabia...

Na Sexta, dia 1 perguntei-lhe se não queria ir lá a casa, respondeu "Não, amanhã vais fazer uma viagem grande, vai ser um fim de semana complicado, precisas de descansar. Beijo"... Eu só queria um abraço... Eu só precisava de uma abraço e de um "vai tudo correr bem"...

No Sábado dia 2 rumei a Norte, na Terça dia 5 regressei a casa, cheguei era 13h e às 15h ligam a dizer que tinha falecido... Na quarta dia 6 rumei a Norte e na quinta regressei a casa... 

 

Esta foi aquela prova que não há, nem vai haver, mais nada entre nós... Quem ama está presente... Percebe quando o outro precisa... Ele não esteve, não quis estar e mesmo eu dizendo para ele aparecer, não aceitou... 

 

Esta sexta feira disse-me "Menina, não precisas de responder mas reflete em quantas vezes estiveste na minha casa e quantas vezes me incluis-te nos teus fins de semana".

 

Eu li e não respondi...

 

Meu Querido, espero sejas muito feliz!!

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Todo um mundo mágico...

Blog Afiliado da Wook. Ao comprarem livros por aqui estão a ajudar-me. Obrigada :-)

O que se lê agora

A Filha do Pescador