Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweet Haven by Me

Sweet Haven by Me

04
Out18

Desafio 30 dias Minimalistas - 2ª Parte

E como correu a segunda metade do mês do desafio? Vamos ver:

 

16. Não compre nada por 24 horas

Neste exato dia, fui passear a Óbidos e a fiz uma compra: um íman para o frigorífico :-P A minha compra diária é pão, fora isso passo muitos dias sem comprar nada.

 

17. Realize uma tarefa de cada vez

Sou muito multitask mas apesar de ter muitas coisas para fazer, faço uma coisa de cada vez. Fazer mil e um coisas ao mesmo tempo gera muito stress e por mais que tente sai sempre tudo meio feito. Gosto de fazer as coisas como deve ser e por isso faço uma coisa de cada vez para assim dedicar toda a atenção a essa coisa. Claro que há tarefas do dia a dia que faço ao mesmo tempo mas aí é a Gestão de tempo a funcionar.

 

18. Limpar os contactos "Unfollow" e "Unfriend"

Os contactos estão limpinhos, um dia destes desligo mesmo é as redes sociais... 

 

19. Saia para uma caminhada e exercite sua consciência

Faço todos os dias a minha caminhada ao final do dia e sabe muito bem :-) No entanto com o entrada do Texuguinho na Pré vou ter de arranjar outro horário... Ele vem super cansado e é quase comer, banho e dormir... 

 

20. Não assista TV por um dia (leia, ao invés disso)

Basicamente todos os dias a TV só é ligada para se ver bonecos. Eu perdi o hábito de ver TV. Acompanho as minhas séries, que hão-de começar lá para o final do mês, inicio de Outubro e pouco mais. De vez em quando tenho um fim de semana de mais moleza e vejo séries/filmes/documentários na Netflix, mas isto acontece mais nos meses de Inverno, está frio e quero o aconchego da manta.

Mas a maioria das vezes o livro ganha e por isso este ano tem sido um bom ano no que toca às leituras <3

 

21. Escreva por 20 minutos

Isto é uma das coisas que quero tornar um hábito diário com as Morning Pages. Quando escrevo sinto que fico com a cabeça mais leve, sinto muito menos stress pois não ando com "coisas" a remoer na cabeça. Mas confesso que é muito difícil começar a escrever... Muitas vezes sento-me, agarro no caderno e na caneta e fico a olhar... Não consigo começar a escrever, não sei por onde começar... Com o hábito vai tornando-se mais fácil... espero eu...

 

22. Crie uma rotina relaxante para a hora de dormir

Tenho vindo a trabalhar nela :-) Eu tento escrever à noite, não consigo de manhã, depois medito, leio um pouco e adormeço :-) Estou a pensar incluir um pouco de ioga antes de escrever mas primeiro quero que as três coisas se tornem um hábito diário porque ainda não o são...

 

23. Saia sem maquilhagem

Não tenho por hábito andar maquilhada, sempre ao natural :-)

 

24. Pratique gratidão

Todos os dias. Aliás tenho no meu Bullet um espaço que dei o nome de "Parágrafos da Vida" onde todos os dias escrevo duas linhas sobre qualquer coisa boa que aconteceu nesse dia. Simples assim <3

 

25. Não planeie nada para este dia

Não foi difícil :-P

 

26. Identifique o que te causa stress

- A minha casa estar caótica (já estou a tratar disto :-P) 

- Certas atitudes...

- Andar desmotivada no trabalho.

 

27. Limpe a sua "gaveta da bagunça"

Cada vez menos a minha gaveta tem bagunça ahahah Se bem que estava a ficar com muitas gavetas bagunças lol Ando a tratar delas!

 

28. Abandone uma meta

Neste momento as metas que tenho são mesmo metas reais e que quero mesmo! 

 

29. Desligue as notificações

Neste dia foi fácil, nem precisei de as desligar pois nem atenção dei ao telemóvel e nem o computador liguei :-)

 

30. Avalie as últimas compras

Este mês, sem contar com as de supermercado, apenas fiz uma compra. Comprei 2 malas, uma pequena e outra grande para o dia a dia. As velhinhas já saíram do cesto, aliás entraram 2 e saíram 4, saldo positivo :-)

 

Este foi um mês muito produtivo e vai continuar porque ainda tenho muita coisinha para fazer nesta caminhada do Minimalismo <3

25
Set18

Qual a melhor maneira de dar as boas vindas ao Outono?

Fazer um destralhe em casa :-D

 

Este foi o meu fim de semana alone e não fiz o Day Off, em vez disso fui jantar com o amigos e conviver um pouco. Até porque para este fim de semana tinha outros planos! Destralhar TUDO!!!! Armários, gavetas, prateleiras, limpar tudo, aspirar, lavar, roupa... Enfim aquelas limpezas a fundo!!

 

Se consegui fazer tudo o que queria!? Não!!! :-( Ficou a faltar a limpeza das marquises e o terraço... Ainda não meti os cortinados novos no sitio... E mais umas coisitas pequenas que ao longo da semana vou acabar...

 

Se fiquei satisfeita com o resultado final? Oh Yes!!!

Organizei todos os armários e gavetas, cestos e cestinhos, destralhei, enchi três sacos de 30lts de lixo!!!! Tenho as superfícies cada vez mais simples, ai a minha despensa (suspiro) e dentro dos armários nada está atafulhado e ainda sobra espaço :-) No fim, a limpeza do pó e chão e que cheirinho a lavado :-) 

 

Agora vem a parte difícil, manter a rotina diária :-P Não custa (dizer alto para interiorizar!) e sabe tão bem chegar ao fim de semana com tudo organizado e poder usufruir de mais tempo livre para coisas que realmente me fazem feliz :-P

 

Quem mais faz destralhe no final do Verão? Sim, eu sei que está um calor que não se pode mas as folhas já caem ihihih

 

 

21
Set18

Desafio 30 dias Minimalistas - 1ª Parte

Vamos lá fazer o resumo dos primeiros 15 dias deste Desafio Minimalista

 

1. Fique Offline por um dia

Não fiquei um dia completo mas só ao final do dia é que fui dar uma espreitadela ao Instagram :-P

 

2. Meditar por 15 minutos

Estou numa fase em que quero que Meditar se torne um hábito e comecei por meditar apenas 5 minutos por dia, à medida que se for tornando um hábito vou aumentando o tempo.

 

3. Destralhe sua vida digital

Já fiz isto à muito tempo atrás. Reduzi o número de redes sociais, limpei o email, cancelei montes de subscrições. Fiz uma limpeza no Feedly, Pocket e Drive. Organizei as pastas do computador e respetivos documentos. Enfim, demorou bastante tempo mas está tudo limpinho agora, se bem que isto é uma coisa a fazer regularmente pois muito facilmente volta a ficar um caos.

 

4. Passe um dia inteiro sem reclamar

Eu não gosto de reclamar.

 

5. Identifique 3 prioridades na sua vida

- O Texuguinho (tempo de qualidade, o seu bem-estar, etc)

- Eu (cuidar de mim, mimar-me)

- Felicidade (encontra-la nas pequenas coisas e pessoas que me rodeiam)

 

6. Siga uma rotina matinal

A minha manhã é passada em piloto automático... É algo que quero mudar, gostava de começar a levantar mais cedo para ter tempo só para mim antes do Pequeno acordar mas para isso também preciso de refazer a rotina noturna para me deitar mais cedo.

Enfim... Ainda tenho muito "trabalhinho" aqui... 

 

7. Organize sua lista de leitura

A minha estante está organizada de modo a eu saber o que tenho para ler :-P 

 

8. Aprenda a apreciar a solidão

Quando aprendes a apreciar a solidão deixas de te sentir sozinha <3

Por exemplo, sempre achei que sair sozinha era uma coisa triste, solitária e nunca o fiz, preferia ficar em casa a deprimir (como se isto fosse melhor!!) Até que um dia eu queria mesmo ir à praia mas não arranjei companhia... Fui tomar um duche, vesti uma roupa confortável e ia ficar em casa, quando olhei para o espelho pensei "Mas porquê? Que mal tem?" Agarrei em mim, peguei no carro e lá fui eu. Foi a melhor tarde de sempre!!!! Nem por um segundo eu me senti triste e sozinha!! Muito pelo contrário, senti-me bem, senti-me calma e com vontade de repetir. Agora sempre que o Pequeno está no fim de semana com o pai eu tiro um dia só para mim, não vale ficar em casa, tenho de sair, é meu Day Off :-)

 

9. Diminua a sua coleção de maquilhagem

Eu não tenho por hábito me maquilhar por isso a minha coleção resume-se a um lápis preto, rímel e uns 4 batons.

 

10. Nada de emails ou redes sociais até à hora de almoço

Redes Sociais é fácil, no problem. Emails pessoais também :-)

Emails do trabalho é a primeira coisa que faço assim que chego ao escritório :-P Mas estes não devem contar para aqui.

 

11. Avalie seus compromissos

Tenho muito poucos, a minha vida é muito pacata. E sempre que tenho compromissos eu marco-os em dias diferentes. Eu não gosto de andar a correr de um lado para o outro. Gosto de aproveitar os momentos. Se me comprometo com alguém, gosto de estar com esse alguém a 100% e não estar a olhar para o relógio para ver se não me atraso para o próximo compromisso. 

 

12. Defina suas metas para este ano

Quero que este seja o ano da poupança.

Quero que este seja um ano de simplificar.

Quero que este seja um ano para viajar.

 

13. Limpe o seu guarda roupa

O guarda roupa está limpinho, já o destralhei montes de vezes e basicamente só tenho coisas que gosto e visto. Por ter muito pouca roupa, ela está a ficar que de modos um pouco desgastada e estou a criar um armário cápsula para cada estação. Ando numa luta com o meu estilo e com a palete de cores... Enfim... Quando comecei a destralhar devia logo ter-me organizado para montar um armário mais coeso. Mas pronto, aprendemos com os erros e nunca é tarde para os emendar :-P

 

14. Comece a aprender algo novo

Nem imaginam o que se passa neste momento na minha cabeça. Ando super desmotivada no trabalho, gosto do que faço mas sei lá... Queria voltar a estudar, uma pós graduação, um mestrado, outro curso, eu sei lá... Algo novo mas ainda não sei bem que fazer...

 

15. Examine seus hábitos diários

Tenho o Habit Tracker com aquilo que quero que se torne um hábito e não está a correr mal. Tenho conseguido ler todos os dias, faço o meu speed clean, tenho conseguido fazer a minha caminhada, o número de dias que medito começam a aumentar. Contudo as minhas morning pages estão esquecidas e ainda não consegui arranjar um horário para o meu ponto de cruz e estou a demorar uma eternidade a acabar os quadros do meu quarto... E eu que adoro bordar... E o tempo para ver as minhas séries e filmes!? Não sei onde está...

 

Este desafio até que está a correr bem :-)

12
Set18

Treinar o desapego material

(Imagem via Pinterest)

 

Muitas vezes temos coisas em casa só porque sim... Porque não começar a destralhar por essas? O desapego treina-se :-) Há medida que começamos a destralhar a resposta à pergunta "Fica ou sai?" torna-se cada vez mais espontânea. Comece pelos objetos que pouco lhe dizem até chegar aqueles que têm maior valor sentimental. Quando chegar a estes últimos o desapego já está incutido e será mais fácil analisar o que fica e o que sai. E se tiver que ficar com aquela t-shirt super velha e escrita dos tempos de escola, a sério, fique com ela, não tem mal nenhum :-) 

25
Jul18

O minimalismo não está só nos bens materiais...

Depois de destralhar os bens materiais saiu um grande peso de cima dos ombros contudo havia algo que continuava mal... Havia algo que continuava "errado"...

Não era algo visível era algo interior...

Subtilmente eu comecei a pensar em mim, aos poucos olhei para a minha vida, fiz listas mentais de coisas boas e coisas más que englobava aquilo que fazia e não gostava, do que gostava, do que deixei de fazer mas que sentia mesmo falta, do meus sonhos, dos meus objetivos...

Subtilmente percebi que o minimalismo não está só nos bens materiais mas estava a entrar em mim, na forma como eu pensava, na forma como eu agia, naquilo que eu queria, naquilo que se estava a tornar importante para mim...

Subtilmente eu percebi que eu não estava a ser eu... O meu "eu" há muito que tinha desaparecido...

 

Foi aqui que disse "Basta!!" 

 

Peguei num papel, escrevi toda a minha lista de coisas, defini prioridades, criei objetivos. Era urgente mudar, eu estava a cair num poço e precisava de sair dele...

 

O minimalismo ajudo a conhecer-me <3

 

Ele mostra-nos a nossa essência, aquilo que realmente é importante para nós :-) Quando desaceleramos e deixamos de ter a mente sempre ocupada com algo, começamos a observar tudo em nosso redor, começamos a olhar para as nossas memórias não só daquela forma nostálgica mas tiramos as lições que elas têm para nos dar e compreendemos que estar sempre ocupado com algo não nos deixa aproveitar as coisas simples que a vida tem e que essas sim, nos trazem tanta felicidade. Isto pode parecer cliché, pode ser cliché mas foi mesmo isto que me aconteceu.

17
Mai18

Pseudo-Escritório

Finalmente o destralhe do pseudo-escritório :-) Ou deverei chamar de "divisão-lixo"!? 

Por ser o quarto mesmo ao lado do meu, era o sitio ideal para ser o quarto do texuguinho e assim tinha uma grande motivação para finalmente destralha-lo.

 

Eu tinha caixas fechadas que tinha trazido de casa dos pais, na altura, à 6 anos e nunca lhes tinha mexido. Abri, espreitei e descartei. Apontamentos e mais apontamentos da faculdade, tudo para a reciclagem. Legislação e livros desatualizados, tudo para a reciclagem. Tretas e bugigangas, tudo para o lixo. Já nem me lembro da quantidade de sacos de lixo que de lá saíram. Foram mesmo muitos, tudo o que eu não sabia o que fazer mas que achava que ainda iriam ter utilidade, iam para esta divisão e como tinha sempre a porta fechada eu não tinha a noção da quantidade absurda de coisas. Uma completa acumuladora de tralha!!! O ex também lá tinha muita tralha, nem sei quantas vezes lhe pedi para ir ver dela, houve um dia que desliguei a tv e só disse "Não é amanhã, não e daqui a 5 minutos, é hoje e agora!" No meu limite consigo ser muito teatral lol Levou coisas de volta à casa da mãe e deitou outras fora.

 

No fim apenas ficaram:

- Os aparelhos de treino dele que foram para a marquise do quarto. Entretanto já não existem por razões óbvias...

- A secretária, cadeira e uma estante passaram para o quarto de hospedes. A secretária e a cadeira já não existem. Apenas guardei os livros e os dossiers com a documentação da casa e afins, de resto foi tudo para o lixo e a estante foi para a marquise da cozinha e serve para guardar os detergentes, aspirador, balde e afins.

- Uma segunda estante foi diretamente para dentro da despensa que precisava de arrumação e parece que foi feita à medida para o espaço, ainda hoje lá está e dá imenso jeito.

 

Esta era uma divisão cheia de energia morta que influenciava todo o resto da casa. A sério, é mesmo verdade. Desde que saiu todo aquele lixo (mais do que no resto da casa toda) que a casa ficou diferente, com uma energia renovada, com mais luz e mais limpa :-)

Com o passar do tempo eu percebi que nunca tinha cuidado da casa como deve ser... Sim eu destralhei e organizei mas não tinha identidade própria, parecia que não tinha vida, era só uma casa e eu queria um lar...

 

Este tem sido o meu projeto desde que me separei: tornar a casa num lar <3 Ainda tenho um longo caminho mas aos poucos está a ficar bem mais compostinha:-) 

 

Ao simplificar os nossos bens materiais estamos também a simplificar a nossa mente, toda a nossa percepção do que nos rodeia muda. Não podemos dar nada como adquirido, temos de aproveitar todos os dias o que está à nossa volta, temos de saber o que gostamos e não gostamos, o que queremos e não fazer, temos de agradecer o que temos, temos de aproveitar o que e quem nos rodeia.

 

Agora sim, eu percebo que o minimalismo é muito mais do que nos livrar das coisas em excesso, é muito mais que deixarmos o consumismo desenfreado, é muito mais que uma simples moda.

O minimalismo é livrar-nos do stress desta sociedade, é termos tempo para nós, é abrandar o ritmo de vida, é viver com mais liberdade, é dar atenção às coisas que o dinheiro não compra mas que nos fazem tão bem, que nos satisfazem, que nos enchem a alma, que nos dão a felicidade que tantas vezes procuramos nas coisas, é encontrar a nossa paz interior.

 

Mas uma coisa é certa: não há certo nem errado no minimalismo, cada pessoa é uma pessoa :-) E acima de tudo ninguém muda ninguém, eu posso falar da minha experiência mas não posso dizer que é a solução para os vossos problemas. 

 

Este é um caminho continuo :-D

12
Abr18

E porque me desmotivei?

A preguiça, senhores... O deixa andar, senhores... 

Sim, são desculpas completamente esfarrapadas, claro que a culpa foi minha. Mudar, requer tempo! Criar novos hábitos, requer tempo! Criar novas rotinas, requer tempo! E eu queria ver resultados rápidos... Por outro lado o Manter, dá trabalho... E o sofá foi a minha boia de salvação que se tornou a ancora de ir ao fundo...

 

Na altura vivia com o ex, éramos dois e será que ele também entrou na onda do minimalismo? Não! 

Logo o destralhamento que eu fiz foi nas coisas da casa e nas minhas coisas. Como é óbvio eu não mexi nas dele. Fui-lhe dizendo o que andava a fazer, o que me motivou, os benefícios que podíamos tirar, pedi-lhe para também fazer o mesmo, ao ritmo dele, mas para fazer qualquer coisa... E ele concordou em tudo e viu o que eu andava a fazer... Mais nada... Só ver... O que fez com que houvesse uma área da casa que estavam minimamente organizadas, a minha... E outra que, enfim, a dele!

Como é óbvio nós não podemos mudar ninguém, não podemos chegar e obrigar a pessoa. Isto tem de vir de nós, temos de ser nós a querer mudar. Na altura não me importei minimamente, cada qual é como cada qual. E nem tenho de tomar o partido dele, nem ele tem de tomar o meu, temos sim é de encontrar o meio termo. O meu erro foi mesmo esse, em vez de prosseguir o meu caminho tentando encontrar um meio termo, deixei-me ir na onda do comodismo...

 

Claro que tudo voltou à desorganização, não tanto como estava antes do primeiro destralhe mas voltou...

 

Até que um dia disse "BASTA!" Aquela vidinha não me estava a levar a lado nenhum... Eu nunca me tinha sentido tão bem como na altura em que andava a destralhar, em que me perguntava se precisava, se não precisava, se era útil, se não era útil, limpava aqui e limpava ali, cada coisa com o seu lugar... Bolas que eu estava a sentir-me mesmo bem. 

E a vida do sofá é super viciante. Aquela acomodação, aquela preguiça, o ficar sem vontade de sair para beber um simples café, de não querer tirar o pijama... Ai que tédio, valha-me nossa... Eu não me identificava nada com isto. Comecei a sentir que tinha perdido a minha identidade. Precisava de me encontrar...

 

Um dia, voltei-me para o ex e disse "Acabou-se! Vou organizar esta casa à séria! E assim foi :-)

Novo destralhe :-D

A rapidez com que uma pessoa acumula coisa é incrível, eu não tinha noção que em pouco tempo já tinha acumulado tanta coisa. Muito do que ficou na categoria "ainda vai dar jeito" desta vez saiu, nunca deu jeito, nem iria dar jeito. 

Fiz este destralhe com muito mais certezas, também nunca deixei de acompanhar os meus blogs de minimalismo e organização, o bichinho nunca desapareceu, só adormeceu um pouco. Estava mais do que decidida! O ex dizia para fazer o que me fazia sentir melhor, a família não percebia porque me queria livrar da tralha, nem porque aquilo era tralha. Os amigos a mesma coisa mas sabem que mais, não estou nem aí.

 

 

Desta vez eu não ouvi ninguém, ouvi-me a mim e foi a melhor coisa que fiz :-D

 

Mais uma vez não mexi no pseudo-escritório...

 

 

Mais uma vez não mexi nas coisas dele... Mas desta vez, meti tudo o que andava espalhado pela casa à espera que ele decidisse o que fazer, dentro do pseudo-escritório. Tudo o que era roupa dele, organizei-a toda, não deitei nada fora mas organizei tudo e disse-lhe "A partir de agora, eu lavo, passo mas és tu que vais arrumar!". Como eu tenho 2 W.C assim que ele se mudou disse logo que queria um W.C. só para ele. Na boa. Mas limpar o w.c dele era uma coisas que nem vou comentar por isso da mesma forma que ele começou a arrumar a roupa dele, também começou ele a limpar o seu w.c. A única maneira de o fazer ver que manter uma casa dava trabalho, era mete-lo o trabalhar!

 

No entanto, o pseudo-escritório tinha os dias contados...

Em Novembro de 2014 descobri que estava grávida <3 E adivinhem onde era o lugar prefeito para ser o quarto do texuguinho? 

Certo!!!!!!!! :-D

 

... aguardar pelas cenas dos próximos episódios... 

 

15
Mar18

O primeiro destralhe

"Porta aberta" para todo um novo mundo e estava na hora de começar a destralhar. "Boa, então e por onde começo?" Muitas dicas, muitas listas, muitos exemplos e grande confusão que estava a ser. Desliguei-me do digital, agarrei no rolo dos sacos do lixo (aqueles pretos de 30lts) e enfiei-me dentro do meu quarto.

Roupa toda em cima da cama: veste, despe, veste, despe e lá fui descartando peças e mais peças. Na boa, devo ter enchido uns 2 ou 3 sacos... Depois os sapatos, mais 1 saco... Depois ataquei a casa de banho, o quarto de hóspedes, a sala e a cozinha, ao todo devem ter saído uns 3 ou 4 sacos de tralha, tralha mesmo...

Claro que demorei dias, já não me lembro muito bem mas devo ter andado nisto uns bons 2 meses... 

No entanto, não destralhei uma divisão... o pseudo-escritório... Abri a porta, olhei lá para dentro e... fechei a porta...

 

Quanto ao resto da casa, organizei e arrumei o que decidi manter. Limpei tudo muito bem e na altura encontrei o método da Fly Lady e organizei uma rotina de limpeza...

 

No fim pensei que não tinha sido assim tão difícil... Mais tarde percebi o quão ingénua fui... E porquê?

- Saiu muita coisa lá de casa mas também ficou muita coisa do "ainda vai dar jeito", "oh foi não sei quem que deu", "mas é tão lindo", "fica para andar por casa", "eu vou voltar a ter isto como hobbie"... Estão a perceber, não é?

- Destralhei por divisão e não por categoria. Aqui já entra um pouco o método KonMarie que neste aspeto funciona muito melhor. Nisto falarei mais à frente.

- Não mexi no pseudo escritório. O que fez com que aquela energia negativa de coisas estagnadas influenciasse tudo o resto.

- Já disse que sou boa a procrastinar, não já? A rotina de limpeza foi algo que nunca funcionou...

- Foquei-me no destralhe e na organização e esqueci do que era ser minimalista...

 

Conclusão: passado alguns meses, para aí meio ano, a modos que a preguiça ganhou e aos poucos voltou tudo ao mesmo... Desanimei, não tinha ninguém ao meu lado que puxasse por mim, que mostrasse interesse e deixei-me ir na onda do sofá. Big Mistake... 

 

... aguardar pelas cenas dos próximos episódios...

08
Mar18

Eu, minimalista em desenvolvimento :-)

Dizem que agora é moda falar-se de Minimalismo, de deitar coisas fora, de viver com pouco... Enfim, todo um rol de coisas. Por aqui vive-se nesta "moda" à 5 anos com muitos altos e baixos. 

Este é um assunto muito importante para mim. Neste momento estou no ponto mais alto que alguma vez cheguei e não tenho intenção de descer...

 

Visto que este é o mês dedicado à casa e foi por causa dela que esbarrei com o Minimalismo faz todo o sentido começar também agora a falar nele aqui, não só este mês mas sempre pois isto faz parte de mim e acho que, no fundo, todos nós queremos ser um pouco minimalista e não custa partilhar experiências :-)

 

Como já aqui disse eu fui morar sozinha em Janeiro de 2009 mas já tinha casa desde Agosto de 2008. Neste espaço de tempo e como estava a trabalhar fui fazendo as coisas com calma: pintei a casa, fiz aquela grande limpeza, mobilei-a, comecei a encaixotar tudo o que tinha em casa dos meus pais, levei tudo para a nova morada e arranjei um lugar para tudo ou quase tudo... 

Na altura pura e simplesmente limitei-me a meter as coisas dentro das caixa, nem sequer vi o que era mas sei que chegada a altura de lhes arranjar um sítio eu não tinha "lugar" para essas coisas e o que eu fiz? Deixei-as dentro das caixas no escritório ou pseudo escritório ou quarto da desarrumação (este é mesmo o melhor nome para ele)... Era uma pessoa super prática no que toca ao procrastinar...

Viver sem os pais significa não ter a mãe a mandar limpar, a mandar arrumar e mais do que mandar é não ter a mãe a fazer isso, pois é... Somos donos da nossa vontade... E a minha vontade não estava muito virada para essas lides... Era quando calhava...

Em 2011 o Ex foi para lá viver e com ele adotamos uma gata. A vontade para essas lides continuou igual... era quando calhava... e a coisa descambou, como podem estar a imaginar... Era uma pessoa super prática no que toca ao procrastinar...

 

Até que em 2013 decidi fazer umas limpezas de Primavera mesmo à séria e comecei a pesquisar sobre organização. Todo um mundo novo estava ali à minha frente, produtos, dicas, listas e eu sem saber por onde começar. Tudo parecia interessante, fácil, eficaz mas continuava sem saber por onde começar. 

 

Até que, já não me lembro como nem onde, encontrei uma frase que dizia algo do tipo "Não se organiza tralha - destralha-se!" E caramba, nesse momento eu olhei para a minha casa com olhos de ver e vi que era uma acumuladora nata... Foi aqui que se abriu a porta para todo um mundo novo!

 

... aguardar pelas cenas dos próximos episódios...

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Todo um mundo mágico...

Blog Afiliado da Wook. Ao comprarem livros por aqui estão a ajudar-me. Obrigada :-)

O que se lê agora

A Filha do Pescador